Green Tag – a (in?)sustentabilidade da moda sustentável

We enjoy the freedom of expressing ourselves with the way we dress. But at what cost?

Tradução: Apreciamos a liberdade de nos exprimirmos na forma como nos vestimos. Mas aque custo?

É com esta premisa que é lançado o crowdfunding para o documentário "Green Tag", ou "Etiqueta verde" numa tradução mais ou menos livre e literal.

Is sustainability a trend or has it become a necessity for brands to survive in the market? Is sustainability profitable? Can profit be sustainable? If so in what way? And what is sustainability even?

Tradução: A sustentabilidade é uma tendência ou tornou-se uma necessidade das marcas para sobreviverem no mercado? A sustentabilidade é lucrativa? o lucro pode ser sustentável? Se sim, de que forma? E afinal o que é a sustentabilidade?

"Green tag" texto de apresentação

Este documentário propõe-se explorar os meandros da moda, com todas as suas redes e consequências., muito em particular da chamada "moda verde", que…

Read more
  • 0

Poluição: O lado negro da moda

[artigo em desenvolvimento]

A Indústria da moda é, hoje em dia, uma das maiores fontes de poluição do mundo. Segundo alguns autores é o segundo maior poluidor a seguir ao petróleo. A produção de tecidos, fibras e vestuário usados nesta indústria contribuem com diferentes formas de poluição, incluindo água, ar e sólo.

Há no entanto soluções. O primeiro passo é informar.

No ar, na água e em terra

Ao nível do ar esta indústria contribui com cerca de 10% da pegada de carbono na atmosfera. Como exemplo temos o transporte das peças de roupa, de países longinquos onde a mão de obra é mais económica.

Trata-se também do segundo maior poluidor de água doce no mundo. Os processos para tingir a roupa são também extremamente exigentes ao nível de água. A decomposição de fibras sintéticas gera microplástico que entram na cadeia alimentar humana através do consumo de pescado. As fibras naturais também não são inocentes. Requerem uma quanti…

Read more
  • 0

Memomi – o espelho do futuro…

Espelho meu, espelho meu, haverá outro vestido tão belo como o meu? A pergunta não é nova, o que não se esperava era que o espelho respondesse. Prepara-se a nova grande revolução na indústria do vestuário. Neste caso não estamos a falar de roupa mas da experiência de loja. Um grupo de empresas de relevo ligadas à tecnologia onde se conta a IBM, a Intel, a Panasonic e a Sony preparam o espelho do futuro, o Memomi. O primeiro espelho digital Este espelho, que na realidade se trata de um grande ecrã munido de câmara e ligação à Internet, permitirá gravar a sua imagem e vídeos e depois comparar peças ou enviar a sua imagem e vídeos por correio electrónico. Poderá até mudar a cor da peça de roupa que tem vestida, sem que para isso tenha de se trocar. O melhor é mesmo ver por si... https://vimeo.com/116120605 Acha que estamos a olhar para o futuro dos espelhos?
Read more
  • 0